Loading...

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Motocontínuo


             
     MOTOCONTÍNUO




                                 

        Rosemary Amabile    
                                                      
                         
  Vem meu Sol!
  Não há clorofila em mim sem tua luz!
  No abandono, em lúgubre caverna 
  sem teu farol,
  em meio a descoloridos seres, 
  de olhos cegos!
  Chamas a isto vida?

  Vem minha Estrela!
  Feri meus pés em fendas telúricas
  sem tua luz a guiar-me.
  E caí em trevas, onde seres abissais
  levaram-me à loucura 
  com gemidos e ais.

  Vem meu Anjo!
  Valha-me do purgatório onde me agito!
  Minha garganta bradou 
  um imaginado grito,
  amortalhado em eco surdo
  sequer chegou ao teu externo sentido

  Se mesmo assim não vens.
  Se além da comoção 
  não te move o ímpeto.
  Então me olha!  Me vês?
  Então aí, do altar em que te assento 
  - meu Santo!   
  Põe teus joelhos ao chão em prece!
  Pede por mim!  Pede ao Pai!
  Pede que desmemoriada eu fique,
  pela caridade de começar 
  tudo novamente.
  Sem passado, sem grilhões 
  aos meus pés atados.

  Pede para me salvar desse labirinto!
  Onde a cada quina 
  o Minotauro* me golpeia.
  Já paguei o que de insano havia, 
  Deus o sabe!

  Mas por mim não consigo sair do ciclo,
  pela minha vontade não venço o ritmo,
  que me prende ao eixo 
  na Roda de Samsara*
  em viciado girar, moto-sem-fim, 
  a girar, girar, girar.
  
  Terminal à desconexa órbita 
  de pesado Hercólobus*.
  Como epitáfio: “Nasceu satélite, 
  colidiu com inconseqüente Halley* 
  e um Buraco Negro* a sepultou”...




* Minotauro: ser mitológico, figura metade touro, metade humana, encerrado num labirinto onde lhe eram entregues jovens, em sacrifício.
* Roda de Samsara: símbolo indiano para representar o  "ir e vir  das reencarnações, o eterno movimento axial aprisionante do qual os homens somente conseguem se libertar pela emancipação espiritual.
* Hercólobus: citado em “Mensagens do Astral” obra mediúnica ditada pelo espírito Ramatís. Trata-se de um “astro intruso”, isto é  estranho ao nosso Sistema Solar, que compromete o movimento sideral da Terra pelo seu alto magnetismo. 
* Halley: cometa que de 75 em 75 anos passa na órbita da Terra.
* Buraco Negro: região do espaço em que o campo gravitacional é tão intenso que nenhuma radiação pode escapar.